O Brasil vai mudar?

O Brasil vai mudar depois das eleições?
O Brasil vai mudar depois que o brasileiro mudar!

Vai mudar quando você devolver o troco errado pro Caixa; vai mudar quando você marcar consulta no SUS, ou particular, e for; vai mudar quando você respeitar as pessoas; vai mudar quando você respeitar as opiniões das pessoas; vai mudar quando você respeitar as diferenças entre as pessoas; vai mudar quando você desligar a TV e ler um livro; vai mudar quando você for à reunião na escola do seu filho; vai mudar quando você parar de comprar um celular no valor muito maior que o seu próprio salário; vai mudar quando você valorizar o trabalho do professor e da professora do seu filho.

O Brasil vai mudar quando você parar de fazer ‘gato” na energia, na Internet, na TV a cabo; vai mudar quando você parar de furar filas; vai mudar quando você parar de discriminar negros; vai mudar quando você parar de chamar o filho do vizinho de viado.

O Brasil vai mudar quando você, casado, parar de usar o aplicativo de transação; vai mudar quando você parar de reclamar que no mês não tem feriado; vai mudar quando você ensinar pro seu filho que o porteiro merece o mesmo respeito que um juiz; vai mudar quando você sentar no chão para brincar com o seu filho, dialogar com sua esposa, fazer planos com seu marido, e largar as redes sociais; vai mudar quando você parar de chamar mulher de cachorra. O Brasil vai mudar!

O Brasil vai mudar quando você der valor pro trabalho que sua esposa, que sua mãe, faz em casa; vai mudar quando você deixar de achar caro o serviço prestado pelos outros; vai mudar quando você parar de compartilhar desgraça, pornografia, babaquices no Facebook, e sair pra fazer um trabalho voluntário. O Brasil vai mudar!

O Brasil vai mudar quando você souber a diferença entre notícia com fundamento e fake news; vai mudar quando você votar num candidato sem pensar no que você vai ganhar com isso; vai mudar quando você parar de compartilhar onde tem blitz, e entender definitivamente que não deve dirigir quando bebe; vai mudar quando você, no estacionamento, não utilizar a vaga da pessoa com deficiência; vai mudar quando você recolher o cocô do seu cachorro; vai mudar quando você separar o seu lixo pra reciclagem; vai mudar quando você entender de uma vez por todas que política não é só de 4 em 4 anos e, sim que a política está também no pãozinho com ovo que você come; quando você paga o carro do ano. Política está em tudo, tudo, tudo!

Nenhum político é capaz de mudar o país, se as pessoas deste país não mudarem suas atitudes!
O Brasil só vai mudar, se você, se eu, se nós mudarmos!

Então, como neste 02 de Novembro lembramos os Finados, as pessoas que já partiram, pode ser uma data apropriada para lembrarmos o legado deixado por cada qual.

Por outro lado, talvez seja oportuno também lembrar a situação atual do Brasil, e das pessoas que o deixaram nessa situação; se queríamos que elas continuassem na vida pública, ou se as queríamos longe do governo, pelo menos até se darem conta de que o povo brasileiro cansou!

Espontaneamente o povo se reuniu, sem quebra-quebra, e mostrou para os que ainda não despertaram, que alternância de poder é salutar; que em vez de os partidos terem a razão, é:

Brasil acima de tudo e Deus acima de todos!

Edvino Borkenhagen com auxílio do Whatsapp

Coluna Mensageiro – Registro 0123526, 18/08/2003 – Títulos e Documentos
Publicada em 01/11/2018 no jornal Gazeta Diário – Ano XXI – Mensagem 1.058

BORKENHAGEN 35 ANOS  PROPAGANDO COERÊNCIA E AMOR PÁTRIO!

Deixar uma resposta