Mas e daí? Adianta planejar?

Contadores dizem que sim; Administradores dizem que sim; Gestores dizem que sim; Governantes dizem que sim; e Detetives dizem que ‘pode entrar água’ nos planos.

Num seriado de detetives alemães, um já havia esquematizado os próximos passos para pegar o alvo em flagrante e o apresentou ao parceiro. Este disse: “Willst du Gott lachen machen? Mach Plaene!” ou seja: “Queres fazer Deus rir? Faze planos!

Contrarie essa afirmação, aquele que não teve um único plano frustrado! Para sermos gerados teve que haver um plano de constituição de uma família por um homem e uma mulher. Para que existissem os nossos pais, tiveram, também, que ser gerados, cada qual por um pai e uma mãe, tal qual Deus o planejou.
Lembra a história da criação do mundo, quando Deus criou o homem do barro e a mulher de uma costela do homem? Pois é, Deus fez um plano para pô-lo em prática nos 6 dias que Ele próprio se deu de prazo, para ter direito ao descanso. Assim foi criado, ou estabelecido, o tempo de 1 semana.

Quando Deus apresentou o Jardim do Éden para o homem administrar, deu-lhe a liberdade de identificar os animais, dando os nomes como lhe conviesse, deu-lhe a liberdade de viver sem ter obrigações, mas impôs-lhe uma condição: a submissão. O homem podia, a cada manhã, fazer o que tinha planejado no dia anterior, ou podia planejar as atividades do próprio dia.

Lendo a Bíblia, ou vendo um filme que mostre a Arca de Noé, observamos que Noé teve muita habilidade em planejar uma embarcação daquele porte, forte para suportar o movimento das águas e o peso dos animais nela introduzidos. Para saírem da arca, quando cessara a chuva, Noé soltou uma ave, a qual retornou porque não encontrou lugar para descansar; depois soltou outra, que retornou com folha de árvore, a qual foi solta novamente e não mais retornou. Assim planejou para ter certeza de que teriam terra firme para desembarcar os seres viventes que estavam guardados do dilúvio.

Quando um bandido assalta a casa de um cidadão e lhe toma bens e/ou ainda o fere, a busca por socorro policial é imediata. Correm, os policiais, como loucos para qualquer lado ou buscam certificar-se quanto ao destino tomado pelos bandidos? Com informações mais seguras, traçam um plano para capturar os meliantes. Se terão êxito, ou não, não lhes é garantido, mas que não desperdiçarão forças e confiarão no êxito da empreitada, é mais seguro.

No limiar do ano de 2018, alguns fazem planos para a festa da virada, enquanto outros fazem planos para colocar em prática no ano de 2019; alguns apenas fazem planos, outros fazem planos e procuram determinar meios para alcançar as metas.

Pela imprensa sabemos que há debates e negociações até que seja definido o orçamento do Município, do Estado ou da União. Por quê? Porque tem que ter certeza da receita que podem estimar, ou seja: a origem dos recursos necessários para atender a demanda de despesas nas quais o ente vai incorrer. Tudo bem planejado, mas uma inversão climática pode comprometer o orçamento.
Igual, igual, é o caso de uma pessoa jurídica que almeja lucros, tem de planejar quanto quer e poderá vender para ter recursos para atender os gastos e investimentos.
A BORKENHAGEN elabora o planejamento tributário para que os clientes façam a opção pelo regime tributário mais adequado.

Edvino Borkenhagen

Coluna Mensageiro – Registro 0123526, 18/08/2003 – Títulos e Documentos
Publicada em 28/12/2018 no jornal Gazeta Diário – Ano XXI – Mensagem 1.066

BORKENHAGEN 35 ANOS  PLANEJANDO E AJUDANDO A PLANEJAR!

Complementando:
A "Mensagem de Esperança", da Hora Luterana, apresentou, coincidentemente, depois que nosso artigo já estava pronto pra ir para o jornal, uma chamada para o mesmo foco.
Por isso trazemos a mensagem como complementação.
Estimamos que você vá gostar:

Mensagem de Esperança de 27/12: Quantos dias faltam para o ano novo? Dois, três ou quatro, não importa. O ano já acabou. Falaremos novamente em “fazer um balanço” do ano passado, e pensaremos em projetos para o ano novo.
Mas, incluímos Jesus em nossos planos? Ou será que fazemos os planos e só nos lembramos de Jesus na hora de reclamar porque alguma coisa não deu certo? Cristo quer fazer parte de nossa vida. Ele sabe o que é melhor para nós e pode nos orientar. Por isso é muito importante submeter os planos à vontade de Deus, para que ele os abençoe, se for essa a vontade dele.
Jesus nasceu porque Deus tinha um plano: nos salvar.
E Deus sempre tem um plano para a nossa vida.
Confie nele: “Ponha a sua vida nas mãos do Senhor, confie nele, e ele o ajudará” (Salmo 37.5).

Oração: Deus, que tu estejas sempre presente nos meus planos, orientando e abençoando cada passo que eu dou.
Fica sempre comigo, ó Senhor! Amém!

 

Deixar uma resposta