INÍCIO     |     NOSSA EMPRESA     |     ORIENTAÇÕES    |     MENSAGEIRO     |      ARTIGOS      |     ENTRETENIMENTO    |      BORKINFO     |     FAMÍLIA BORKENHAGEN

Início | Mensageiro | A mãe que se dane!

A mãe que se dane!

“Tenho eu lá porque me preocupar com a ‘véia’? Ela que viva a vida dela, pois daqui, um dia desses eu saio, ou pagando o preço, ou fugindo, mas que eu saio, eu saio. O que é que ela tinha que me denunciar, pô! O cara que eu assaltei tinha muita grana. Nem sentiu muito o que eu roubei dele. Agora tô mofando nessa espelunca!”

É lamentável que um filho da mãe que ele amaldiçoa, o tenha parido, amamentado, educado dentro de suas possibilidades, seja visto enredar para o lado do crime, do roubo.

Como será o mundo que deixaremos para os nossos filhos? Dependerá dos filhos que deixarmos para o mundo. Se não lhes pudermos propiciar a educação suficiente para que tenham uma vida digna, poderão ser aliciados por traficantes. É por isso que existe o ditado: Tome conta do seu filho, antes que um traficante o adote!

Aconteceu na Linha República, município de Giruá, no Rio Grande do Sul, aos 18 dias de abril de 1931, que nasceu Edith Tereza Lenz, a qual depois casou com Otto Borkenhagen, adotando o novo sobrenome. Do casamento vieram 7 filhos: Erica, Helma, Edvino, Traudi, Osmar, Marli e Marlene.

Tal como consta em nossa página na Internet, podemos dizer que esta mãe já teve diversas profissões, de acordo com a necessidade. O marido trabalhava fora e ela cuidava de grande parte das tarefas da chácara: Providenciar o pasto para as vacas, ordenhá-las, lenha para o fogão, comida e roupa lavada para a família, roupa lavada e engomada para militares pensionistas, etc.

Sua satisfação na atual morada são as flores: rosas, gérberas, palmas, dálias, entre outras, que fazem sua alegria. Canta no coral da Terceira Idade, já tendo o segundo CD gravado. Semanalmente participa com o marido da reunião dos idosos (melhor idade). No lazer, o crochê ela faz até de olhos fechados. Gosta dum jogo de cartas, a canastra, com vizinhos. Mas tem um destaque nas olimpíadas da Terceira Idade: já tem duas medalhas de vencedora no Dominó. Aos 80 anos tem fibra para lavar e passar a roupa, cuidar da casa, relativamente grande só para os dois, mas que se torna pequena quando toda a família se reúne. Está forte, apesar da coluna vertebral bastante prejudicada pelo trabalho pesado no arado com junta de bois, em sua juventude. Esta é a mãe a qual eu nunca poderia chamar de ‘véia’, nem poderia pronunciar um; “A mãe que se dane!”

Edvino Borkenhagen

QUEM NOS DEU A VIDA

MERECE O MELHOR AMOR!

Deus, ao criar Adão e Eva, deu-lhes uma incumbência, e muitos anos depois, nossa mãe nos produziu em seu laboratório para, então, nos dar o mundo. Saibamos ser gratos a ela por essa dádiva!

FELIZ DIA DAS MÃES!

BORKENHAGEN

www.borkenhagen.net

Fone 3028-6464

O fone da contabilidade

Coluna do Mensageiro - Registro 0123526, 18/08/2003, Títulos e Documentos

ANO XIII, Mensagem 667

Veja na imprensa, em 06/05/2011, clicando aqui.

Avenida Salvador Guerra, 80 - Jardim América - Foz do Iguaçu, PR | Fone/Fax: 45 3028 6464

Borkenhagen Soluções Contábeis Ltda.

Copyright © Desde 1997 - Direitos reservados