INÍCIO     |     NOSSA EMPRESA     |     ORIENTAÇÕES    |     MENSAGEIRO     |      ARTIGOS      |     ENTRETENIMENTO    |      BORKINFO     |     FAMÍLIA BORKENHAGEN

Início | Orientações | Saúde | Arquivos | Mal de Alzheimer

Mal de Alzheimer

O início é lento, gradual, em período de vários anos, continuando progressivamente sem melhoria. A memória e o intelecto são sempre comprometidos. Há uma diferença entre os pacientes em que a doença começa quando mais jovens e nos que começa quando mais idosos. Pacientes mais jovens (antes dos 65 anos de idade) desenvolvem mais distúrbios de linguagem e a doença se desenvolve mais rápido, enquanto que os pacientes mais velhos têm menos alterações de linguagem. A doença de Alzheimer é dividida em três partes: 

Fase inicial

 É aquela em que a pessoa está consciente, percebe que algo está errado, se desorienta em relação ao tempo e mais tarde ao lugar, até mesmo em sua própria casa, entrando em depressão. Ocorre a perda da memória recente, dificuldade para aprender e reter novas informações, distúrbios de linguagem, dificuldade progressiva para as tarefas da vida diária, falta de cuidado com a aparência pessoal, irritabilidade, desorientação. Nesta fase os pacientes ainda apresentam boa qualidade de vida social, permanecendo alerta.

 

Fase intermediária

 O paciente é completamente incapaz de aprender e reter novas informações. Se perde em sua própria casa, correndo o risco de queda ou acidente por confusão, necessitando da colaboração de alguém. Caminham distâncias sem rumo, aparecendo a agressividade física, comportamento social inadequado e incontinência.

 

Fase final

 O paciente está totalmente incapaz de andar (restrito ao leito), não fala mais, risco de pneumonia, desnutrição e úlceras por ficar deitado. As complicações comportamentais são: hostilidade, agitação, caminhar sem rumo, não-cooperativo; Psiquiátricas: depressão, ansiedade; Metabólicas: desidratação, intoxicação por remédios; Outras: síndrome do entardecer, quedas, incontinências, infecções.

Não se deve internar nunca o seu familiar sem necessidade, devendo deixá-lo em seu lar, junto à família, pois ele se sentirá mais seguro. Mas, diante das complicações da doença, a pessoa terá que ser internada em hospital ou instituição, porque os limites do cuidador são ultrapassados, se tornando impotente. Ao nos depararmos com alguma dificuldade, a única solução é aceitarmos, lutarmos e enfrentarmos de frente todos os obstáculos que a vida nos oferece.

Avenida Salvador Guerra, 80 - Jardim América - Foz do Iguaçu, PR | Fone/Fax: 45 3028 6464

Borkenhagen Soluções Contábeis Ltda.

Copyright © Desde 1997 - Direitos reservados