INÍCIO     |     NOSSA EMPRESA     |     ORIENTAÇÕES    |     MENSAGEIRO     |      ARTIGOS      |     ENTRETENIMENTO    |      BORKINFO     |     FAMÍLIA BORKENHAGEN

Início | Orientações | Saúde | Arquivos | O dom de ouvir - Parte 01

O dom de ouvir - Parte 01

A audição é um dos mais importantes sentidos do ser humano. É através desta que aprendemos a interagir de forma mais clara e direta com o mundo que nos rodeia.

Muitos problemas e doenças relacionados à audição podem começar com simples descuidos, como por exemplo, a perfuração da membrana timpânica por objetos colocados dentro da orelha (como cotonete), escutar som em volume muito alto e outras atitudes que podem ser evitadas.

Se você apresenta alguma deficiência auditiva, procure auxílio. A maioria das pessoas que convivem com a perda auditiva podem ser ajudadas por meio de tratamento clínico, cirúrgico ou de próteses auditivas.

Durante algumas semanas, a BORKENHAGEN trará informações úteis, retiradas e resumidas da cartilha do Hospital IPO, sobre as principais doenças que acometem o aparelho auditivo, os exames e tratamentos específicos, as cirurgias mais comuns e também quais os cuidados que devem ser tomados com a prótese auditiva. Você terá acesso a dicas e orientações que, somadas, podem evitar doenças do aparelho auditivo, bem como melhorar a qualidade de vida das pessoas que convivem com elas.

 

Como a orelha que antigamente era chamada de ouvido é dividida e para que serve cada uma de suas partes?

A orelha externa é formada pelo pavilhão articular (orelha) e o canal auditivo externo com a membrana timpânica no fundo do canal (responsável pela amplificação e condução dos sons).

A orelha media é onde se localizam os três menores ossos do corpo humano (bigorna, estribo e martelo) que em conjunto com a membrana timpânica fazem com que tenhamos uma perfeita audição.

A orelha interna, também chamada de labirinto, é formada pelo aparelho vestibular responsável pelo equilíbrio e a cóclea destinada à percepção dos sons.

 

Principais doenças

Otites

Principal doença que acomete o aparelho auditivo.

Otite externa

Acontece na pele que reveste a orelha e geralmente é causada por bactérias da própria pele, principalmente quando se machuca a orelha na tentativa de limpá-la, ou quando objetos são colocados dentro do condutor auditivo como grampos de cabelo, grãos, etc. Pode acontecer também após mergulhos em águas doce ou salgada contaminadas (mar, piscinas, represas). A sensação é de orelha tampada.

Otite média

Pode ser: aguda, crônica ou serosa.

A aguda geralmente acontece após uma complicação causada por repetidas infecções nas vias aéreas superiores (nariz, garganta, laringe, etc.) que por sua vez são causadas por vírus ou bactéria que produzem secreções (pus, sangue) dentro da orelha média.

A crônica acontece geralmente com pessoas que apresentam um histórico de repetidas infecções, muitas delas sem o devido tratamento ou mesmo quando existe uma perfuração permanente na membrana do tímpano como consequência de uma Otite média aguda mal tratada e que de vez em quando se infecta principalmente com a entrada de água na orelha.

A serosa é quando se percebe a presença de secreções inflamatórias na orelha média, manifesta-se geralmente por perda auditiva e Otites agudas de repetição. Está quase que diretamente relacionada à obstrução da tuba auditiva (canal que liga a orelha média à faringe) ou devido a alergias nas vias aéreas superiores, aumento da adenóide e sinusites que fazem com que ocorra retenção de secreções na orelha média.

Perda Auditiva

Surdez é a diminuição da audição. Produz uma redução na percepção dos sons e dificulta a compreensão das palavras. A dificuldade aumenta com o grau de surdez, que pode ser leve, moderada, severa ou profunda.

Nos casos de surdez leve, geralmente as pessoas não percebem que estão ouvindo menos, somente pode ser revelada pos um teste de audição.

Quando a perda auditiva é moderada, os sons ficam difíceis de serem identificados e uma conversa torna-se uma tarefa complicada, pois passa a ser difícil entender o que está sendo dito pelas outras pessoas.

A surdez profunda ou severa é quando não se ouve absolutamente nada. Recém-nascidos com essa surdez não se assustam com barulhos altos próximos a eles.

As principais causas de surdez são as Otites, Meningites, Sarampo, Caxumba, traumatismos ou a ototoxicidade que é a intoxicação da orelha interna por substâncias químicas quando ingeridas ou inaladas como inseticidas, fumaça de cigarro e também através do uso de medicamentos, principalmente quando a pessoa se automedica.

Otosclerose

É uma doença que provoca o endurecimento do menor osso do corpo humano estribo e causa uma perda auditiva lentamente progressiva. Geralmente é de origem familiar e afeta frequentemente as duas orelhas, costuma ocorrer mais nas mulheres e pode piorar durante a gravidez.

Labirintopatias

São doenças do labirinto e podem ser ocasionadas por vários males como as alterações da coluna vertebral, perda auditiva, diabetes, alta taxa de trigliceridios e de colesterol, anemia, problemas no maxilar, entre outras.

O principais sintomas são vertigem, tontura, vômitos, cefaléia, zumbido, náusea entre outras formas de mal estar.

Ela pode ser dividida de diversas maneiras e tudo vai depender da causa a qual ela está relacionada.

A tontura é um sintoma bastante comum e está presente em quase todas as formas de Labirintopatias. É definida como falta de percepção de equilíbrio da pessoa em relação ao ambiente que a circula. A vertigem é a sensação de seu corpo estar girando ou de coisas estarem girando em torno de si.

O zumbido também é um sintoma bem frequente, acontece quando a pessoa sente que sua orelha produz um barulho constantemente. Esse som irritante pode variar de volume e de intensidade, como se forre o barulho de uma panela de pressão, chiados, grilos, pulsação, etc. Algumas pessoas sentem tanto zumbido que não conseguem ter uma vida normal, porque o barulho persistente pode interferir no trabalho, no sono e na comunicação com outras pessoas.

Para diagnosticar é necessária uma avaliação completa da saúde da pessoa através de vários exames e somente a partir da descoberta da doença causadora é que o médico vai definir qual será o melhor tratamento a ser realizado de acordo com as particularidades de cada um.

Colesteatoma

É uma doença perigosa e acontece quando ocorre um crescimento de pele do conduto externo para dentro da orelha média.

Os principais sintomas são a perda auditiva e uma secreção   abundante de odor muito forte que vaza constantemente pela orelha. Geralmente acontece devido a uma ou algumas Otites médias não tratadas adequadamente. O tratamento é exclusivamente cirurgico para evitar maiores complicações.

 

Por enquanto é isso. Aguarde a próxima publicação, onde iremos informar sobre exames e cirurgias.

Avenida Salvador Guerra, 80 - Jardim América - Foz do Iguaçu, PR | Fone/Fax: 45 3028 6464

Borkenhagen Soluções Contábeis Ltda.

Copyright © Desde 1997 - Direitos reservados