Eu, um cara mal agradecido?

Coluna Mensageiro
O que é ser uma pessoa mal agradecida?
Ora, é uma pessoa que, apesar de ter recebido muita ajuda; ter recebido muitas bênçãos; ter recebido muitas oportunidades de aprendizado em sua profissão; ter recebido muito apoio financeiro nos tempos difíceis; ter recebido dedicação especial de seu professor, de seu instrutor, de seu líder; ter recebido dedicação exemplar do médico e de sua equipe durante, e após, a cirurgia; ter recebido dedicação especial do profissional contábil na elaboração de sua truncada Declaração ao Imposto de Renda; ter sido prontamente atendida a chamada enviada à Polícia, quando do assalto à sua casa; ter seu filho salvo pela equipe médica de emergência, quando se afogara com uma bala; ter, por populares anônimos, apagado o fogo no seu carro após a colisão na via pública; ter …, não demonstra gratidão, não sabe reconhecer o que outros lhe tenham “dado de si” para que tudo vá bem.

Gratidão também é um tema abordado no canal Tudo Por Email, onde frases são divulgadas, podendo nos servir de base para alguma consideração mais adiante. Quem não sabe ser grato, quem não pratica a gratidão, é pessoa amargurada, é pessoa que pensa ser o centro do mundo, é pessoa que sofre, pois nem sabe que, quanto mais é grata aos outros, mais motivos encontrará para agradecer ainda mais, pois encontrará pessoas de bem que estarão dispostas a compartilhar coisas boas, pensamentos bons, costumes bons, ideias boas, conceitos bons, métodos bons, crença boa, exemplos bons, …

Quem pensa coisas boas, faz coisas boas e agradece por tudo o que recebe, tem menos dificuldades com seu coração, pois um coração grato atrai sempre mais coisas pelas quais poderá ser grato; um coração grato pode tornar a pessoa mais feliz; um coração grato, em uma pessoa humilde, é um tesouro que os arrogantes não alcançam, por mais que se sintam autossuficientes, por mais dinheiro que tenham.

Ah, tocando no assunto dinheiro, outro dia num resumo de mensagens lidas, foi alcançada a seguinte definição: Se tu não sabes ser grato a Deus, pela obra dele em Jesus, na Terra; se não sabes ser submisso a Deus diante do Plano que ele tem para ti, de nada te adiantará acumular dinheiro, por mais que o tenhas ganho diligentemente, mas se não aplicares com coerência, de nada te valerá para comprar a vida eterna!
Deves ser grato, hoje, e a cada dia ao acordar, pela obra de Cristo, pela fé que tens nessa obra, pela vida que continua, pela oportunidade que tens de testemunhar tua fé, seja em casa, no trabalho, no transporte coletivo, na escada rolante, na fila pra bater o cartão-ponto, na reunião de diretoria, ou no desempenho de tuas funções no serviço que estiveres prestando durante o dia.

Se souberes viver gratidão, perceberás nas pessoas, com quem te relacionas, que elas tem mais talentos, mais coisas boas, do que aparentam. Teus olhos passam a enxergar qualidade em vez de buscar por defeitos nas pessoas, nos amigos, nos familiares, nos profissionais, nos guias religiosos, nas autoridades civis e/ou militares.

O primeiro exercício de gratidão diário é reconhecer que de Deus tens a vida; que de Deus depende a realização do que planejares, ou que já planejaste.
Por isso habitua-te a viver a Gratidão, principalmente com a MÃE que te gerou!

Edvino Borkenhagen

Coluna Mensageiro – Registro 0123526, 18/08/2003 – Títulos e Documentos
Publicada em 10/05/2019 no jornal Gazeta Diário – Ano XXI – Mensagem 1.085

BORKENHAGEN 36 ANOS  ENALTECENDO VALORES A PRESERVAR!

 

Deixar uma resposta