Falar a verdade com amor

Coluna Mensageiro
– Todos nós somos craques em saber que se deve falar a verdade, mas de que forma a verdade deve, ou pode, ser dita, ser revelada?
Comunicar a um cardíaco, sem medir as palavras, que o seu filho, que havia ido na excursão do colégio, foi nadar com os colegas e morreu afogado, qual poderia ser o desfecho?
Teríamos um velório, ou dois velórios?

Pois é, o apóstolo Paulo, como registra a Bíblia, escreveu muito, orientando pessoas de inúmeras localidades, de inúmeras regiões, e de inúmeros países, inclusive escreveu bastante enquanto esteve preso, justamente porque defendia e proclamava a Palavra de Deus.

Num de seus escritos  ao povo da cidade de Colossos (os colossenses), ele assim se manifestou: “Sejam sábios na sua maneira de agir com os que não creem e aproveitem bem o tempo que passarem com eles.” – Epístola aos Colossenses, capítulo 4, versículo 5.
Sobre esse versículo, Jorge Irley Martin, escreveu uma reflexão, que está contida no livro de Reflexões “Castelo Forte 2021".

Nos servimos desta reflexão e de seu título para trazer o “Alerta” para o nosso dia-a-dia profissional, pois empregadores e empregados também devem “falar a verdade com amor”.
Partindo pela linha espiritual, destacamos que na Borkenhagen Contabilidade, todos, sim, todos os membros da Equipe são incentivados a usar cerca de 5 minutos do início do expediente, de cada manhã, para refletir sobre um ensinamento bíblico e conversar com Deus, na fé que cada qual professar.

Queremos ter a certeza de que, se toda a Equipe se mostrar submissa a Deus e lhe dá o respeito, para iniciar seu expediente, também toda a Equipe poderá crescer junto. Agora, se alguém puxar pro avesso, certamente bênçãos não poderão sobrevir com abundância para essa Equipe.

Falar a verdade pode doer; ler uma verdade poder doer; ouvir uma verdade pode doer; e viver uma verdade pode doer, nos fazer sofrer além da medida, se não houver amor.

Quando um empregador vai contratar um empregado, ele deve detalhar o máximo possível qual o modus operandi no estabelecimento.
Se o empregado aceitar, certamente atuará em favor do sucesso do empreendimento.
Se durante o contrato de experiência algum membro se mostrar fraco, e ocorrer de ser chamado para ambiente isolado dos demais, e ouvir, com amor, que ele não está correspondendo com as expectativas, ele poderá se esforçar em melhorar, pesquisar mais, se certificar antes de agir e, nunca, mas nunca mesmo, agir em contrário às orientações recebidas, para não ser convidado a dar espaço a outro candidato.

Paulo diz que ser sábio é dizer a uma pessoa com coração endurecido, que não crê, que sempre estamos orando por ela. Nós dizemos que ser sábio é chamar à parte quem está fraco no aprendizado; que está demorando demais para concluir suas tarefas; que está finalizando seus serviços com inúmeras falhas, o que faz alguém ter de corrigir ou apontar os erros, gastando tempo que poderia ocupar em melhor orientar seus auxiliares.

Existem inúmeras pessoas à nossa volta que esperam uma palavra amiga, um apoio, uma pérola, um esclarecimento do colega que senta próximo, ou faz o lanche no mesmo horário, ou almoça junto.

Como tu tratas teus colegas, teus subordinados ou teus superiores?
Há respeito e amor?

Edvino Borkenhagen

Coluna Mensageiro – Registro 0123526, 18/08/2003 – Títulos e Documentos
Publicada em 23/04/2021 – Ano XXIII – Mensagem 1.187
Leitura crítica antes de publicar, por: Eduardo Henrique Rezende

BORKENHAGEN 38 ANOS  FORTALECENDO INTERRELACIONAMENTOS!

 

Deixar uma resposta